Pinceladas de amor!

Adriana de Castro para Revista Caras Brasil

Adriana abriu sua porta e sou
recebida com um sorriso gigante
e um abraço caloroso de seu filho…

Ao pensar o que escrever,
penso em sua família.

Família.
Família…
Todos temos,
Dela viemos.
Nela nascemos…
Crescemos.

Para uns,
a família é só o pai,
para outros, só a mãe,
muitos só têm o avô…

Tem família
que é completa,
repleta,
discreta,
seleta,
aberta…

Outra,
é engraçada,
atiçada,
afinada,
engrenada,
esforçada,
empenhada…

Família…
Família é assim:
lá não temos capa
- nada nos escapa!
Máscaras, como usar?

Entre pinceladas muitas
risadas e brincadeiras
em um lar repleto de amor
onde tive o privilégio de
ser recebida e clicar
momentos tão especiais!

Tempo mágico!!!

A cada comemoração a família se reúne, a esperança se renova, e podemos sonhar como a criança (diferentemente de infantilização), tempo mágico onde tudo é possível, como um mágico refúgio de sonhos… onde o melhor está apenas começando, num tempo sem tempo!

As brincadeiras/convivências não se dão por nenhum valor agregado, antes, pela mente aberta, pura e desprovida de interesses que não sejam a alegria, as súbitas amizades e curtas tristezas. Como o amanhecer da vida, quando tudo é novo e maravilhoso!

Me encanto com as crianças, com os risos, com a inocência, com seu ver, seu tocar, seu sentir, seu ouvir, seu aprender, imaginar… e, que possamos manifestar em nosso dia-a-dia esta simplicidade em SER feliz, com a verdade dos sentimentos, na simplicidade da falta de interesses e segundas intenções. Neste universo de seres puros e genuínos, onde há o despojamento do amar apenas pela essência.